quarta-feira, 18 de março de 2020

Castelo Forte investe em projeto educacional de incentivo à leitura em Ceilândia

O projeto de incentivo à leitura, Stop Leia, da Escola Classe 01 de Ceilândia, contou com o apoio do grupo na reinauguração da sala de leitura, além de outras iniciativas voltadas para a comunidade ceilandense

Preocupada com uma queda no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a diretora da Escola Classe 01 de Ceilândia, Keila Cristina de Araújo, resolveu partir em busca de soluções para melhorar os resultados. Com a criação do Stop, Leia, ela acreditava poder estimular a leitura, melhorando, consequentemente, o rendimento escolar. Com o apoio do Home Center Castelo Forte, o projeto pode se tornar realidade e a sala de leitura  da escola reinaugurada nessa terça-feira (10/03).

Uma das características do projeto é que os alunos podem levar um livro para casa todos os dias, com o intuito de lerem junto com os seus familiares. Para isso, foram entregues durante o evento 500 sacolas personalizadas pela Castelo Forte, onde serão colocados os livros. "Os alunos passaram a ter interesse por literatura, melhoram a desenvoltura e ajuda em sala de aula, melhorando escrita e interpretação de texto, por exemplo”, explica a diretora da escola.

Dentro do projeto, também está previsto o momento Stop, Leia, onde todas as sextas-feiras alunos e servidores param tudo que estão fazendo para ler um livro, além de contar com leituras em grupos, dentro da sala de leitura. O projeto, que teve início no começo de 2019, atende 470 alunos. “Apoiamos essa iniciativa desde o inicio com muito carinho porque acreditamos nos benefícios que ele está trazendo para alunos, servidores e para as famílias como um todo”, afirma Bosco Almeida, coordenador de marketing da Castelo Forte.

O grupo Castelo Forte também contribui com outras atividades da escola, como formatura dos alunos, feira do livro, além de projetos de iniciativa de outros parceiros. Só em Ceilândia o grupo já atendeu projetos voltado para a arte, com a doação de instrumentos para orquestra musical; eventos religiosos, em parceria com as paróquias e com as igrejas evangélicas, entre outros. "Procuramos sempre contribuir com projetos socialmente relevantes nas comunidades onde a Castelo Forte está inserida”, completa Bosco.
 
Sobre o Home Center Castelo Forte - Com 29 anos de atuação no Distrito Federal, a Castelo Forte está presente em quatro Cidades do DF: Samambaia, Recanto das Emas, Vicente Pires e Ceilândia. Ao longo desses anos, a empresa vem conquistando espaço, saindo de uma pequena empresa familiar, crescendo e se tornando referência no DF  em materiais para construir, reformar e decorar, sem perder a essência de atendimento personalizado.

quinta-feira, 12 de março de 2020

Propostas para implantar o VLT serão apresentadas em audiência pública


Propostas para implantar o VLT vão a audiência pública. Encontro será, no dia 27, no auditório da sede do DER. Mas os estudos estão abertos no site da Semob e o usuário pode mandar sugestões


Os estudos para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) serão apresentadas no dia 27 de março em audiência pública, que acontecerá no auditório da sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), às 10h. Podem participar usuários, potenciais licitantes e demais interessados. O aviso que traz detalhes da consulta e da audiência públicas está publicado na edição desta quinta-feira (12) do DODF.

Os documentos que serão apresentados na audiência – como os estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica, minutas do edital de licitação e do contrato, além de planilha detalhada da modelagem financeira – podem ser acessados no site da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob). 

As contribuições escritas relacionadas à implantação do VLT podem ser enviadas entre os dias 12 de março e 13 de abril por meio deste email; no protocolo da Semob, na Estação Ferroviária e por via postal. Também há a possibilidade de entregá-las durante a audiência pública.

Após a audiência, as propostas serão submetidas ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e, em seguida, divulgado o edital de licitação do empreendimento, que será por meio de Parceria Público-Privada.

A implantação do Veículo Leve sobre Trilhos na W3 prevê a ligação entre os terminais Asa Sul, Asa Norte e aeroporto com extensão de 22km. A nova tecnologia irá integrar ao metrô, BRT Sul e ao BRT Oeste.

Existe, ainda, a previsão de implantar um sistema de calçadas e ciclovias na Asa Sul e na Asa Norte que irá facilitar os deslocamentos de pedestres e ciclistas.

Os investimentos são estimados entre R$ 2 bilhões, incluindo obras, material rodante, sistema de energia e sinalização. VLT terá capacidade para transportar cerca de 200 mil passageiros por dia.

Cinco empresas foram selecionadas para desenvolver o estudo de viabilidade do VLT, por meio de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que tem como objetivo permitir que particulares apresentem projetos e estudos para auxiliar o governo a modelar suas licitações.

Para realizar a avaliação e seleção dos estudos de viabilidade, a Semob criou uma comissão técnica, que selecionou o estudo do grupo de empresas BF Capital Assessoria em Operações Financeiras, Serveng Civilsan Empresas Associadas de Engenharia, T’Trans Sistemas de Transportes e Viação Piracicabana para servir de parâmetro para a licitação.

Técnicos da Semob realizaram ajustes e complementações ao estudo selecionado, que originaram as propostas que serão apresentadas na audiência pública do dia 27/3.






Edital de Chamamento de Manifestação de Interesse – VLT

A Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF, por meio de Edital de Chamamento, solicita a manifestação de interesse para apresentação de projetos, levantamentos, investigações e estudos de viabilidade, a serem elaborados por pessoa jurídica, para implantação de Veículo Leve sobre Trilhos – VLT na via W3.

VLT – PMI



VLT – CONSULTA PÚBLICA



sexta-feira, 6 de março de 2020

Para todas as idades: CCBB Brasília recebe o 1° Brasília VR sobrevoo pela capital


Já imaginou ter a experiência de voar de asa delta por Brasília, admirando e contemplando o design dos principais pontos turísticos da capital como Ponte JK, Lago Paranoá, Torre de TV Digital e Praça dos Três Poderes? Essa é a proposta do 1° Brasília VR sobrevoo pela capital, que o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) recebe, até o dia 2 de maio. Apoiado pela Secretaria Turismo, Governo do Distrito Federal e Banco do Brasil, a experiência imersiva será aberta ao público de terça a domingo das 13h às 20h, e sábado e domingo das 10h às 17h.

Durante três minutos, o público terá a oportunidade de conhecer Brasília por uma nova perspectiva através de óculos de última geração em realidade virtual, 360° graus de amplitude e com resolução 4k, que vão transmitir a sensação física de um sobrevoo pelos céus da capital. Para deixar a experiência ainda mais realista, o projeto também conta com uma cenografia específica com um modelo de asa delta real, além de narração em português e inglês.

“Durante 52 dias, o 1° Brasília VR sobrevoo pela capital vai proporcionar aos brasilienses, por meio de um simulador de última geração em realidade virtual, um novo olhar sobre a capital que é Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas, e reconhecida como cidade criativa da UNESCO. Será uma oportunidade única”, conta Eduardo Gontijo, um dos organizadores do projeto.

Para poder curtir a atração, o público deverá comparecer a bilheteria do CCBB e retirar seu ingresso gratuitamente. Para mais informações acesse: bb.com.br/cultura.



1° Brasília VR sobrevoo pela capital

A iniciativa tem como objetivo democratizar o acesso a essa nova tecnologia, proporcionando ao público uma experiência turística inusitada, por um novo ângulo, observando arquitetura, paisagismo, beleza natural e monumentos vistos de cima e em grande abrangência de visão.

“Essa é uma atração tecnológica, moderna e exclusiva, que vai proporcionar uma experiência de vivenciar os monumentos de Brasília de uma forma divertida, apreciando as belezas da cidade sem sair do lugar, e é com grande satisfação que a Setur apoia a iniciativa”, conta Vanessa Mendonça, da Secretaria de Turismo do Distrito Federal.

Experiências em realidade virtual

A Realidade virtual é uma tecnologia de interface entre um usuário e um sistema operacional através de recursos gráficos 3D ou imagens 360º cujo objetivo é criar a sensação de presença em um ambiente virtual diferente do real. A interação é realizada por meio de técnicas e de equipamentos computacionais que ajudem na ampliação do sentimento de presença do usuário no ambiente virtual.

Sobre o CCBB

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) é uma rede de espaços culturais que tem como objetivo disseminar a cultura pela população, com projetos em sua maioria gratuitos. Além de oferecer espaços para convivência, reflexão e inovação, atuando com responsabilidade socioambiental. A unidade da capital federal foi inaugurada em 12 de outubro de 2000, projetado por Oscar Niemeyer.

Serviço
1° Brasília VR sobrevoo pela capital
Local: Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, trecho 2) – Área Externa
Quando: até 2 de maio, de terça a sexta, das 13h às 20h, e sábado e domingo das 10h às 17h.
Entrada: gratuita
Classificação indicativa: Livre 
Para mais informações: @1bsbvr 

Fotos: Rayan Ribeiro - Brasília VR

quarta-feira, 4 de março de 2020

Condomínios são orientados sobre medidas para evitar o Coronavírus

A campanha, promovida pela Âncora Condomínios, inclui distribuição de peças, como cartazes, nas áreas comuns dos condomínios com alertas sobre as medidas preventivas que devem ser adotadas para evitar a contaminação dos moradores

Dois casos do coronavírus já foram confirmados no Brasil, e desde então, cuidados vem sendo tomados para evitar que a virose saia do controle e se torne uma epidemia generalizada no país. E a preocupação com locais de grandes acessos coletivos precisam ser redobrados. Os condomínios se tornaram motivo de alerta, por isso, a Ancora Condomínios criou uma campanha com orientações sobre as medidas paliativas que os moradores e síndicos precisam tomar para garantir que a comunidade fique longe dos riscos de contaminação.
  
Para contribuir com a prevenção contra o vírus em condomínios, a equipe da Âncora criou um material informativo com orientações dadas pelos órgãos competentes de saúde, e que podem ser adotadas pelos moradores e síndicos. Espalhar tubos de álcool em gel nas áreas de comum de acesso, manter superfícies e objetos que são tocados com frequências desinfetados (maçanetas, botões de elevadores, corrimões), higienizar os brinquedos coletivos da área do playground, evitar elevadores lotados, cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo, evitar circular pelos corredores e áreas de comum acesso caso esteja doente são algumas das dicas.

Os materiais elaborados pela Âncora, com as informações necessárias, serão  enviados gratuitamente para os síndicos e também estão disponíveis no site da administradora www.ancoracondominios.com.br. Nicson Vangel, que é especialista em assuntos condominiais, e proprietário da Âncora Administradora de Condomínios, comenta as medidas preventivas apontadas pelos órgãos de saúde. “São medidas simples, mas de grande eficácia, e que podem ajudar na redução de casos. Seguindo as orientações, síndicos e condôminos podem evitar que o surto chegue a sua comunidade”, alerta. 

Além dos cartazes com informações a serem espalhados pelas áreas comuns dos condomínios, outra orientação dada pelo especialista é que, em caso de suspeita de contaminação de algum morador ou funcionário, recomenda-se que uma reunião seja convocada para explicar, de forma coletiva, sobre as medidas de prevenção e cuidados a serem tomados, como forma de evitar pânico. A campanha se baseou nas orientações do Ministério da Saúde.  “O próprio Ministro da Saúde já afirmou que não há motivo para pânico, mas medidas preventivas precisam ser tomadas para evitar a disseminação no aumento de casos”, reforça Nicson Vangel.

Sobre a Âncora Condomínios - Com mais de 12 anos de atuação no mercado, a Âncora Condomínios presta serviços como administradora de condomínios, gestão sustentável, consultoria em administração e mediação e conciliação extrajudicial. Como diferencial, oferece aos clientes o programa Inadimplência Zero, modernas práticas administrativas e alta tecnologia que possibilitam comunicação rápida através de aplicativos.

SERVIÇO
Campanha de prevenção e orientação sobre riscos de contaminação do Coronavírus para síndicos e moradores de condomínios
Os materiais elaborados pela Âncora Condomínios, com as informações necessárias, serão  enviados gratuitamente para os síndicos e também estão disponíveis no site da administradora www.ancoracondominios.com.br.
Mais informações:
Âncora Condomínios
Endereço: Sede: Rua Copaíba, 01 – Ed. DF Plaza, salas 913 a 920, Torre A -Águas Claras – DF/