sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Mercado de trabalho continua discriminando mulheres, independentemente da crise

O crescimento econômico do Brasil na última década não se refletiu em mais igualdade no mercado de trabalho. Com ou sem crise, as mulheres brasileiras continuam trabalhando mais – cinco horas a mais, em média – e recebendo menos