quarta-feira, 3 de abril de 2013

Formado grupo de trabalho para a Rota do Cavalo


 Formado grupo de trabalho para a Rota do Cavalo

Roteiro tem por objetivo desenvolver o potencial turístico do Núcleo Rural de Sobradinho
Idealizada com o objetivo de desenvolver novos produtos turísticos e integrar a Região Administrativa de Sobradinho ao turismo do Distrito Federal, a Rota do Cavalo ganhou um grupo de trabalho específico para tratar da formulação e implantação do projeto. Integrado por representantes de diversos órgãos do Distrito Federal e coordenado pela Secretaria de Turismo, o grupo foi instituído por meio de portaria conjunta, já publicada no Diário Oficial. As atividades formais começaram nesta quarta-feira (3) com visita técnica às propriedades.
De acordo com a Portaria, as fases de criação e execução da Rota deverão ser acompanhadas pelo período de um ano por representante titular e suplente indicados por cada órgão envolvido. Entre eles, a Secretaria de Turismo, Secretaria de Esportes, Administração Regional de Sobradinho, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Serviço de Limpeza Urbana e Departamento de Estrada e Rodagem (DER).
Em cumprimento ao planejamento estipulado pela Subsecretaria de Estruturação e Diversificação da Oferta Turística da Setur-DF, os integrantes visitaram hoje o espaço onde será criada a Rota do Cavalo. No local, conversaram com os proprietários do comércio envolvido, que inclui restaurantes, meios de hospedagem e locais para eventos. A ocasião foi para fortalecer o contato com os empreendedores da região e levantar as necessidades de investimento em infraestrutura, além de verificar as opções já disponíveis que poderão ser integradas no planejamento da Rota.
Nas próximas fases, o grupo deverá analisar os dados coletados e formalizar o plano de ação. No documento, deverão estar inclusos aspectos como a organização dos produtores locais, a capacitação, realização de obras, inclusão do receptivo no processo de divulgação e comercialização do roteiro, além de criação de identidade e outros critérios formais de estabelecimento do produto turístico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário