quinta-feira, 4 de abril de 2013

Energia garantida


Obra da Subestação Estádio Nacional entra na fase final. Programa Momento da Copa destaca os benefícios desse investimento, que ficará como legado para Brasília após os megaeventos esportivos

Brasília, 4 de abril de 2013 –
O programa semanal de rádioMomento da Copa desta quinta-feira (4) destaca a instalação da Subestação Estádio Nacional, que entrou na última etapa. O equipamento – responsável por transformar energia de alta em média tensão –chegou da Coreia do Sul há uma semana, em 28 de março. A estrutura faz parte dos investimentos para a Copa das Confederações da FIFA 2013 e a Copa do Mundo da FIFA 2014. Além de abastecer a Ecoarena, ela também vai reforçar o fornecimento na área central de Brasília e beneficiar toda a população.
A montagem da subestação está 80% concluída. Ao todo, serão 30 circuitos alimentadores, dos quais apenas dois serão suficientes para suprir a demanda do estádio. Os outros 28 serão destinados ao abastecimento dos setores hoteleiros Sul (SHS) e Norte (SHN), de Rádio e TV Sul (SRTVS) e Norte (SRTVN), Bancário Norte (SBN), Comercial Norte (SCN) e o complexo administrativo do GDF, no Eixo Monumental. Isso vai reduzir a sobrecarga das linhas de transmissão e evitar quedas de energia.
“Hoje todos nós sabemos que a qualidade no fornecimento de energia elétrica deixa a desejar. Mas com os vultosos investimentos que estão sendo feitos, graças principalmente à realização da Copa do Mundo aqui em Brasília, poderemos ofertar um serviço de qualidade, com segurança e continuidade. Esse é o grande legado que a copa deixará para o povo do Distrito Federal”, afirmou o diretor de Engenharia da CEB, Mauro Martinelli.
Nova tecnologia – A capacidade da subestação é de 64 MVA – o suficiente para fornecer energia a uma cidade com 100 mil habitantes. Essa potência pode ser expandida para 96 MVA. A estrutura teve custo de R$ 25 milhões. A previsão é que ela entre em operação no início de maio. Compacto e isolado a gás, o novo sistema garante custo de manutenção menor em relação ao convencional (a óleo) e protege contra as descargas atmosféricas.
A economia de espaço é outra vantagem, já que o equipamento ocupa apenas 20% do terreno em comparação ao não compacto. Além disso, toda a aparelhagem será instalada em um local coberto, ao lado do estádio, o que evitará danos causados por intervenções ambientais (chuva, raios) e humanas (vandalismo).
Campanha–O programa ressalta, ainda, a campanha para vacinação dos profissionais que terão contato com os turistas durante a Copa das Confederações. Nesta semana, é a vez dos trabalhadores da Feira dos Importados receberem a Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.
A meta da Secretaria de Saúde é atingir 95% do público, que inclui policiais e funcionários de bares, hotéis, restaurantes, farmácias e rodoviárias. A campanha teve início em 27 de janeiro, no Aeroporto Internacional de Brasília, com a imunização de 400 pessoas. Na semana passada, uma nova ação no Sindicato dos Taxistas do DF, que fica perto do terminal, vacinou cerca de 550 taxistas.
Os próximos destinos da campanha serão os Setores hoteleiros Sul (SHS) e Norte (SHN) e a Rodoviária do Plano Piloto. Em maio, uma nova mobilização será feita no aeroporto, na Rodoviária Interestadual e no metrô.
Programa–O Momento da Copa é produzido pela Coordenadoria de Comunicação para a Copa e detalha todos os preparativos de Brasília para receber a abertura da Copa das Confederações e os sete jogos da Copa do Mundo de 2014. A Secretaria de Cultura é parceira da iniciativa, veiculada pela rádio Cultura FM (100,9), todas às quintas-feiras, às 8h, com reprise às 18h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário